28/07/2016 02:00
Loja em SP vende produtos orgânicos a preço de custo
O Instituto Chão abre as portas em São Paulo na Rua Harmonia, 123, Vila Madalena. O funcionamento é de terça-feira a sábado, das 8h30 às 14h00.

O Instituto Chão quer incentivar as pessoas a pensarem de forma mais consciente sobre alimentação. Aberto ao público na capital paulista, a loja da organização sem fins lucrativos oferece produtos pelo mesmo valor pago ao produtor ou distribuidor.

E o melhor, TODOS os alimentos são cultivados de maneira orgânica.

"O objetivo é inverter a lógica de mercado. Que quanto mais organizado estiver o processo de produção, quanto mais crescer o projeto, mais barato fiquem os produtos para o consumidor", revelou Fábio Mendes, um dos fundadores do Instituto Chão.

O consumidor interessado em ter produtos orgânicos por preço justo vai adorar fazer uma visita ao local.

Como os produtos são revendidos pelo preço do fornecedor, o Instituto depende da contribuição dos frequentadores para cobrir todos os seus custos.

Um quadro negro existente no espaço expõe a previsão mensal de custos para dar um parâmetro para as pessoas de quanto o projeto precisa para se manter vivo.

O Instituto Chão abre as portas em São Paulo na Rua Harmonia, 123, Vila Madalena. O funcionamento é de terça-feira a sábado, das 8h30 às 14h00.

O Vladimir do Instituto Chão entrou em contato com o Awebic para explicar melhor o conceito do projeto. Veja abaixo:

 "O Instituto Chão é uma associação sem fins lucrativos que se movimenta para o aprofundamento da consciência crítica, da democracia e da igualdade de direitos, a fim de construir coletivamente uma sociedade que permita a cada um exercer sua liberdade.

Os valores culturais que colocam o acúmulo de capital como a materialização da liberdade individual ignoram que a desigualdade social que isso acarreta é a grande barreira para uma sociedade justa e democrática. Essa inversão de valores sustenta um sistema no qual o capital é fim em si mesmo e perpetua a progressiva centralização do poder e a utilização irracional dos recursos naturais, impossibilitando mudanças em direção a uma sociedade livre.

Trabalhamos com os princípios da Economia Solidária, uma forma de organização que coloca o ser humano como sujeito e finalidade da atividade econômica e busca a desmercantilização da força de trabalho. Assim, buscamos articular redes e espaços de cooperação política, econômica e científica que fomentam a autonomia, o cooperativismo, o comércio justo e o consumo responsável.

Hoje o Instituto Chão conta com uma feira, uma mercearia e um café onde são disponibilizados produtos desta rede diretamente pelo preço do produtor. Todos os custos operacionais são abertos para serem mantidos pelos frequentadores deste espaço. Estabelece-se assim uma ponte direta entre produtores e consumidores."

Fonte: www.blog.plantei.com.br
Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar!

Nome:
E-mail:

* seu e-mail não será publicado.
Comentário:
Digite o código ao lado:
(gerar outro código)