13/03/2015 06:56
Designers lançam joias para incentivar reutilização.
As peças que não estiverem em condição de uso terão o metal fundido novamente e se preciso purificado para servir de matéria-prima a novas coleções.
O conceito de luxo também pode incorporar medidas ambientalmente corretas. Numa época de escassez de bens fundamentais à vida, como se mostra o caso da água, todo desperdício é condenável. Imersa na cultura do reaproveitamento desde o surgimento de sua marca de joias, há 30 anos, a designer goiana Adeguimar Arantes se distingue pelo fazer artesanal associado aos cuidados com o planeta e à valorização das belezas do Cerrado.

Premiada diversas vezes, a criadora junto com a filha, Ioná, lança agora um novo modo de negócio para o mercado de joalheria. Para que suas joias de edição limitada possam ser mais acessíveis e usadas por um número maior de clientes, as artistas das gemas e metais acabam de criar o leasing de joias.

O conteúdo do EcoDesenvolvimento.org está sob Licença Creative Commons. Para o uso dessas informações é preciso citar a fonte e o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2015/marco/designers-lancam-leasing-de-joias-para-incentivar?tag=ecodesign#ixzz3UIyqfpyv 
Condições de uso do conteúdo 
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

O projeto vai envolver 100 mulheres selecionadas entre as que já se fidelizaram à marca, que firmarão contrato em que pagarão em média 5% do valor da joia que habitualmente comprariam. A ideia é que o valor não ultrapasse R$ 90. O leasing terá validade de um ano. 

Terminado esse período, há duas opções: se a cliente quiser ficar com a peça, pagará mais cinco parcelas iguais às anteriores. Caso decida devolver, as joias em ótimo estado de conservação serão comercializadas no Angelina Brechó , no espaço exclusivo das designers Ioná e Adeguimar.

As peças que não estiverem em condição de uso terão o metal fundido novamente e se preciso purificado para servir de matéria-prima a novas coleções, que no futuro também entrarão no esquema de leasing. "Assim se mantém um círculo virtuoso de reuso", diz a designer.

As gemas que não se adequarem mais à confecção de joias serão reutilizadas em peças de decoração, vendidas com exclusividade do Angelina Casa.

Fonte: www.ecodesenvolvimento.org/
Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar!

Nome:
E-mail:

* seu e-mail não será publicado.
Comentário:
Digite o código ao lado:
(gerar outro código)