04/07/2017 02:09
Depois do risco de extinção. População de onças-pintadas em parque nacional aumenta cerca de 40% em 2 anos
Em 2013 elas estavam perto da extinção.

A população de onças-pintadas do Parque Nacional do Iguaçu - que é compartilhado entre Brasil e Argentina - vem aumentando nas últimas décadas. A conclusão é de levantamento realizado pelo Projeto Carnívoros do Iguaçu, que é encabeçado pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).

O censo apontou que existem entre 71 e 107 onças no conjunto de florestas. O aumento é de no mínimo 39% em relação a última pesquisa, feita em 2014, quando se estimativa que haviam entre 51 e 84 animais da espécie vivendo na região.

A notícia ganha ainda mais importância, visto que em 2013 especialistas chegaram a cogitar a possibilidade de extinção da espécie no local dentro de 80 anos, no máximo.

O Projeto Carnívoros do Iguaçu foi criado em 1990 por iniciativa do pesquisador e analista aposentado do ICMBio, Peter Crawshaw Jr.. As atividades contam com o apoio do Cenap (Centro Nacional de Conservação de Mamíferos Carnívoros). Em 2010 um acordo de cooperação internacional com a Argentina incrementou ainda mais a iniciativa.

Ao todo, 1,6 milhão de pessoas visitaram o Parque Nacional do Iguaçu em 2016. Recentemente, o local inaugurou uma nova estrutura de atendimento a visitantes, que inclui sistema de transporte por ônibus híbridos (elétricos e a biodiesel) e acesso a pessoas com deficiência para o passeio de barco nas corredeiras.

Fonte: www.thegreenestpost.com
Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar!

Nome:
E-mail:

* seu e-mail não será publicado.
Comentário:
Digite o código ao lado:
(gerar outro código)